Fraternidade maçônica?


André Otávio Assis Muniz


Quando se fala em Maçonaria no mundo profano, todos têm algum comentário a fazer: misteriosa, secreta, satânica, beneficente, caritativa... uns aprovam, outros reprovam, uns gostam, outros têm curiosidade e há também os indiferentes. No entanto, todos os profanos têm como verdade incontestável que os maçons são fraternos, ajudam-se entre si e se tratam como irmãos...

Correm lendas que maçom pobre não existe, que maçom nunca perde causa na justiça, que maçom nunca se aperta, pois basta fazer um "sinal secreto" e pronto! Lá estão os "irmãos" para auxiliar o apurado...

Como seria bom se essas lendas fossem reais!

Quem está do "lado de cá", sabe bem que isso é uma utopia, uma doce ilusão alimentada pelo romantismo dos que idealizam as instituições e os homens. Se analisarmos com frieza e objetividade, veremos que a realidade é bem outra, uma realidade lamentável...

Homens que chegam a se odiar, que tentam prejudicar uns aos outros de todas as formas possíveis, que se esquecem dos laços de irmandade em troca de postos, condecorações, cargos, honrarias...que muitas e muitas vezes, sabendo que um "irmão" está passando por momentos difíceis, dão risada, fingem não ter conhecimento sobre o fato, mentem descaradamente, ludibriam, logram e prejudicam escancaradamente àqueles a quem deveriam estar unidos pelos doces laços da fraternidade e do respeito mútuo.

Um espetáculo de lamentável hipocrisia pode ser visto por ocasião daqueles discursos pomposos, carregados de termos como "Poderoso", "Amado", "Sereníssimo", "Soberano", "Especial", "Sapientíssimo" quando proferidos por verdadeiras lavadeiras e comadres que passam grande parte do seu tempo a "esfregar" a vida alheia contra as duras pedras da sarjeta, a criticar a todos quantos não reproduzam fielmente os seus pensamentos e a tentar "escalar" por sobre as cabeças para galgar mais um degrau de "glória maçônica"...

Além disso, é chocante ver como se usa, sem a menor vergonha, a retórica vazia do "irmão". É "irmão" pra cá, "irmão" pra lá, quando, na verdade, é "maldito" pra cá e "desgraçado" pra lá. Um quer ver o outro morto, estirado sobre um esquife (e não é o simbólico não) e, mesmo assim, vão levando a patifaria da "irmandade sincera", fingindo na cara-de-pau um amor regado a elogios falsos enquanto tentam expulsar o outro da Loja, envolvê-lo em uma situação constrangedora, apunhalá-lo pelas costas fingindo "dar apoio", forjando fatos mentirosos e jogando a reputação do outro no lixo sem o menor pudor.

Certas intrigas ocorridas em meios maçônicos fariam corar as mais experimentadas fofoqueiras de bairro. Usar pessoas para se atingir um objetivo pessoal nada nobre, é prática da qual muitos "irmãos" são useiros e vezeiros.

Fala-se muito em "tolerância" como se isso fosse a "virtude mor" dos maçons brasileiros. Isso é uma mentira!

O maçom brasileiro confunde tolerância com permissividade, confunde liberdade de pensamento com confusão, falta de método e libertinagem intelectual...Querem ver onde está a "tolerância à brasileira"? Basta ver os ataques velados e abertos contra o agnosticismo do Rito Moderno que os "religiosos" lançam como bomba de estilhaços, sem se importar em desrespeitar a liberdade de consciência alheia. Taxam os modernistas de "ateus", o Rito Moderno de "ímpio" e "irregular", jogando acusações esdrúxulas e sem fundamento por sobre todos aqueles que "ousaram" pensar de forma diferente...Do outro lado, os irmãos agnósticos, esquecendo-se que a maçonaria deve ser um "centro de união, e o meio de firmar uma amizade sincera entre pessoas que teriam ficado perpetuamente distanciadas", passam a atacar de forma grosseira às crenças alheias, ridicularizando tudo aquilo que é sagrado para os que crêem, desrespeitando, da mesma forma, a liberdade de consciência dos teístas. Isso é tolerância?

Será tolerância reagir com um ódio mortal contra quaisquer críticas que lhe atinjam de algum modo? É tolerante mandar um Aprendiz calar a boca quando ele levanta críticas REAIS e pertinentes? Quem ainda não viu essa cena?

Quantas e quantas discussões ferozes, causadoras de um ódio profundo entre "irmãos" não nasceram de uma crítica que machucou a vaidade de alguém? Onde está o espírito de se fazer e ouvir críticas com uma intenção construtiva? Tudo o que se fala é para achincalhar o outro, botá-lo em situação constrangedora na frente da Loja toda, rebaixá-lo, arrebentar com sua auto-estima. Da mesma forma, toda e qualquer crítica, por menor que seja, é o bastante para cegar de raiva quem a recebeu, socar a mesa, gritar com os olhos injetados de furor, pedir o Quite Placet e amaldiçoar quem criticou "per saecula saeculorum Amém".

O irônico disso tudo é que, quando estávamos na Câmara de Reflexão, nossos olhos leram palavras como: "Lembra-te que és pó e ao pó tornarás"; "Se tens receio de que descubram teus defeitos, não estás bem entre nós"; "Se és apegado a distinções mundanas, sai; aqui não as conhecemos"...

A grande questão que se apresenta, mediante essas constatações é: Nós entramos na Maçonaria, mas terá a Maçonaria entrado em nós? Quanto de Maçom temos realmente?

Onde está o real espírito de fraternidade maçônico? Perdeu-se na brutalidade e vulgaridade de nosso século? Está escondido em algum templo abandonado? Perdeu-se junto com a palavra do Mestre? Onde estaremos nós, quando um irmão necessitar?

Reflitamos seriamente no sentido real de se vestir um avental maçônico...

36 comentários:

Anônimo disse...

M... Ir...narrador,você está totalmente correto em sua fala,principalmente quando por força de desemprego,tem-se que pedir o "QUITE PLACET",para deixar-se de ser humilhado.Onde fica o juramento? Fraternidade! só na hora da coleta ou de ajuda a particulares.E os irmão? PARABÉNS.Seu Ir... de Guarapari-ES

Lenny Days disse...

Olá, M:. Ir:.,

seu blog é muito bom e bastante importante para nós. Visite o meu blog também! Espero que goste dos meus textos. Também escrevo em outro endereço, o Gravidade, meu blog onde trato das leis de atração e como elas equilibram a vida, a economia, a sociedade, os planetas e a nossa galáxia (que tem em seu centro um buraco negro que molda a sua atração e o seu movimento).

E é isso.

um TFA,

Leonardo.

Anônimo disse...

Por onde anda a Maçonaria?
Parafraseando uma célebre frase de Liev Tolstoi: "se queres ser universal, canta a tua aldeia".
Por mais que se lancem aos quatro cantos do nosso mundo as mensagens de inquebrantáveis compromissos e solenes juramentos, muito do que se professa ou do que se ouve, também oriundo dos quatro cantos de nossa Terra, vem carregado de sentimentos alheios ao que realmente poderia se esperar do comportamento, muito bem avaliado antes do ingresso à Augusta Ordem, destes que hoje compõem as Oficinas espalhadas pelo nosso país. O que tanto se cobra é o exato oposto expresso nas opiniões e nos relatos do que realmente sucede. Será mesmo a Maçonaria algo que desmereça o adjetivo de Respeitabilíssima Ordem em razão da ironia e do pouco esclarecimento por parte dos homens que hoje estão compondo os quadros das Lojas e das Grandes Lojas da Maçonaria Brasileira?

GiovanniMJ disse...

Concordo com o Ir.'. André Otávio Assis Muniz e acredito que a Grande Maioria dos IIr.'. de Fibra.
De séculos atrás até os dias de Hoje, a Maçonaria assim como a população mundial cresceu assustadoramente de forma Geométrica.
Com isto os nossos MARCOS de ALBERT G. MACKEY, foram sendo "Esquecidos" ou não Praticados pela Grande Irmandade do Nosso País, onde vêmos como este texto de Desabafo do Ir.'.;
estão Misturando Mundos totalmente opostos.
Existem Resp.'.Loj.'.Simb.'. que os PILARES das mesmas, são valorosos IIr.'. que FILTRAM AO MÁXIMO o Ingresso de Candidatos e infelizmente outras não, as vezes com a conivência de Grandes Orientes.
Eu como Ir.'. ativo da Ordem combatí por vezes no Cargo de Guard.'. da Lei,
que deve ser o papel de todos nós IIr.'..
Fico triste por um Pedido de Quite-Placet de Ordem financeira, de um Valoroso Ir.'. mas, acreditando que toda LOJ.'. que não se pratica os MARCOS, sem dúvida nenhuma irá passar por um Purgatório não neste Mundo.
Peço sempre ao G.'.A.'.D.'.U.'. que toque o coração dos IIr.'.para que sempre sejamos JUSTOS e
tenhamos critérios nos Julgamentos de IIr.'. e aquisição de novos menbros.
Ir.'. Giovanni.

Anônimo disse...

Nossa, obrigado mesmo por ser sincero.
Você me tirou um peso de anos das costas. Eu me identifiquei muito com você!
Continue assim!

giovannimg disse...

Caro anônimo sois maçon?
conforme sua expressão, entre em contato pelo e-mail giovannimg@terra.com.br
como exalt.'. ao gr.'. de M.'.M.'., Devemos ser portadores de obrigações e de ensinamentos.
GIOVANNI.'.

Anônimo disse...

Ora, não sei se a maçonaria é de Deus ou do Diabo só sei que a associação que trata bem dos seus não deveria ser vista como algo ruim.

Anônimo disse...

Amigos irmãos em cristo, eu sempre quis que alguém um dia me convidasse para ser um maçom, esperei muito tenho inclusive conhecidos, dois para ser sincero, que fazem parte deste tão seleto grupo, já ouvi dizer até que quem é deste universo não pode mais sair... Eu penso que tem muita lenda nesses assuntos, mas vejo que o segredo é a alma do negócio e segredo é o que não falta neste caso, mistério é o segundo nome de vocês eu ainda caminharei nesta direção. Será que vale a pena?
Ernesto (Natal-RN)

Anônimo disse...

Olá IIr.'., muito bonita a explanação de nosso Ir.'.
Mas fica uma pergunta, todo esse rancor e toda este ódio que me parece ter nosso narrador, é verdadeiro? Acontece na oficina de nosso Ir.'.? ou será só no pensamento dele.
Convivo com maçons, e em nossa ARLS, com certeza isso não acontece, e se acontecesse trataríamos disso em L.'. e não em em site, que mais denigre a imagem da maçonaria do que reformula.
tenhamos cuidado meus IIr.'. com comentários fora de L.'., senão oque pensarão de nós os profanos, que não conhecem e tem vontade de conhecer?

TFA a todos

J.'.V.'. M.'.C.'.

Templario disse...

Me identifiquei muito com você meu Ir.'. infelizmente existe muitos pavões dentro de nossa Ordem e o pior que os IIr.'. da loja ficam com medo de enfrentar e assim vão se perpetuando. Tudo que aprendi nesses anos sobre Maçonária na teoria foram ótimos mas na prática é muito diferente. A filosofia que impera é "o que tenho não o que sou". É ´por essas e outras que nossa Instituição esta perdendo força, principalmente no Brasil onde ela no passado fez história que tem suas marcas até os dias de hoje. Infelizmente estou pedindo também o Quite Placet por não conseguir conviver mais com tanta hipocresia, e continuo sempre a dizer se fosse seguido como manda seus Landmarks nada nesse mundo se equivaleria a nossa ordem. E você esta totalmente correto em sua colocação parabéns mais uma vez meu Ir.'.

T.'.F.'.A.'.

JOSÉ

Anônimo disse...

< Meu IR.'. você comentou o que uma grande maioria de IIr.'. gostaria de dizer em loja, parabéns por suas colocações. Se a nossa Ordem continuar como está acredito que seremos futuramente mais um clube de serviços porque não honramos mais a Fraternidade, Igualdade e a Liberdade, não seguimos nem praticamos os Landmaks, o que se vê é muita
hipocresia e infelizmente por não concordar com isso estou pedindo Quite Placet. Mais uma vez parabéns meu Irmão.
T.'.F.'.A.'.
Templário >

Anônimo disse...

Em que pese a consistência e o caráter inequívoco de alguns comentários, no que se refere a experiências pessoais que não podem ser negativamente criticadas quando entendidas "universalmente" (infelizmente), paira no ar um sério problema conceitual. Não há uma Maçonaria, não há poucas organizações maçônicas... a não ser na cabeça dos ditos "profanos" (termo lamentável, mas em uso) e na cabeça dos "maçons" que ainda não despertaram do sonho dogmático. Noutros tempos, Iluministas... Hoje, com luminosas exceções, predomina um curandeirismo estúpido, colorido de fé (misticismo/ocultismo advindos de sociedades rosacrucianas ou congêneres) e de conservadorismo, ao arrepío da lógica histórica.

Digamos que este comentário tenha sido escrito pelo fantasma do Irmão Castellani...

Anônimo disse...

Eu não sou maçom. Mas tenho um vizinho que é maçom. Não tenho provas, mas acredito que ele andou me caluniando em diversas ocasiões dentro da maçonaria; com sérias conseqüências para mim.
Me sinto de mãos atadas porque se eu o acusar sem provas, estarei fazendo o mesmo que ele fez comigo.
O que eu poderia fazer a respeito?
Preciso da orientação de maçons lúcidos e bem intencionados.

Anônimo disse...

** eu gostaria de dizer um pouco do que sinto sobre esse assunto. eu fico muito triste de saber e ter que comcordar com vc sobre esse comentario sobre maçons, pois existe muita coisa erradissima, e o que fazer para mudar ? pois isso é uma coisa muito boa pra vc homens e sinto muito em ver mo que vcs pregam lá dentro quando saem fazem tudo errado mas porque ?? Gostaria que isso tudo fosse mentira mas é a pura verdade e, onde esta a fraternidade de vcs? a irmandade de vcs? fico muito triste e gosataria que isso mudasse pois tenho uma pessao que amo muito que stá muito decipcionado com a fraternidade maçonica. obrigada por sua sinceridade vc esta de parabens

Também insatisfeito disse...

É por motivos como estes, que inúmeros IIr.'., se tornam discidentes de suas Ordens e acabam fundando novas Potências, na esperança de mudar os rumos da "Maçonaria Comercial", imposta a nós pelos atuais dirigentes, que tentam (e conseguem) se perpetuar no poder e que fizeram da Ordem, "uma ação entre amigos". O pior, é que além dos motivos alegados pelo nobre Ir.'., existem casos muito mais escabrosos.Gostaria contato com o Ir.'.
kimcostar@hotmail.com

jmaurocabral disse...

Mano Otavio, há muito leio seus comentarios e pensamentos e estou ladeado a eles. Tenho tentado formular várias idéias de "como" reagir a essas realidades. Vejo que o Irm. atraves de seus livros e palestras faz sua parte. Portanto peço ao Irm. que juntos formemos um batalhão de resistentes à essas degenerações que assistimos de "certos IIrm. e certas LLoj. que arrastam a Ord. para uma vala comum. certas, digo eu, pq a Ordem é universal e muito maior do que vemos por aqui. Acho eu que de forma sintomatica essas lojas e esses irmãos são reflexos do que ocorre no nosso Brasil.
Portanto, só com informação e formação conseguiremos travar, estancar pelo menos essa degradação galopante. Somos celúlas que podemos juntos, unidos dentro de uma meta alcaçar exito.
Todavia a propaganda do errado vem tomando mais espaço do que a propaganda dos êxitos que nós alcançamos diariamente, 365 dias por ano como MM conscios de nossas obrigações e seguidores da doutrina ensinada. Peço ao IIrm. o qual tenho como um erudito neste assunto que faça um Link comigo e com outros que pensam da mesma forma. Muito obrigado - Um TFA e Cultura neles !!! Nós podemos.
JMauro Cabral * Niteroi -RJ UT002-GOB

betto disse...

Olá!
Que a paz de Deus esteja com todos que buscam a justiça e uma sociedade justa e fraterna. Não sou maçon, mais busco como ar que respiro conviver com irmãos que pessam como você.É triste saber que exemplos assim,que lutam muitas vezes pelo espaço dos outros, estão entre todos. Mas cabe aos justos de forma disciplinar desmascarar com a finalidade de recuperar os que se comportam assim, Mantendo muitas vezes o desconforto provocado por tais atitudes,em niveis sabiamente controlados.
Agradeço suas palavras,que com certeza fazem bem a muitos.
abraços "bettoogrande@gmail.com

Davi disse...

Olá Meu Irmão

Para que tanto Ódio e Rancor?
Para que trazer para o Grande Público de Profanos algo errado que por ventura acontecera em vossa Loja?
É com imenso prazer que venho lhe falar que não conheço nada disso em 10 anos de Ordem.
Lamento profundamente o fato do irmão não ser capaz de resolver seus problemas em casa. Ou melhor em Loja.
Pra que vulgarizar tanto o a nossa Instituição?
Agora pergunto a você: esqueceu o teu juramento?

Atenciosamente
Maçom Pernambucano

Anônimo disse...

M.·. I.·. C.·. T.·. M.·. R.·.
O comentário do Ir.·. traduz claramente seu ódio e sua revolta contra a Sub.·. O.·., entretanto, ele erra ao atingir negativamente toda a M.·. a qual pertenço desde 2003 (E.·.V.·.) e, até agora jamais presenciei em minha L.·. ou nas LL.·. que visitei, qualquer falta de respeito entre IIr.·. durante os trabalhos alí realizados. Poço afirmar que a M.·. é perfeita, porém ela é feita de Homens e, seria utópico que esses fossem perfeitos.
Necessáriamente, não precisamos concordar com tudo em L.·., pois somos livres pensadores e como tal, devemos ser respeitados, aliás, uma praxe no R.·.M.·..

T.·.F.·.A.·.

Anônimo disse...

e deveras lamentavel para a ordem maçonica ter em suas fileiras um obreiro tao sem carater e sem escrupulo de denegrir uma ordem tao justa como a maçonaria em defeza de interesse propio pode nao ter dado certo para que nao foi naoe e nunca sera um maçon mas sim um profano de avental acima de tudo sem carater. por sebastiao rodrigues da silva rondonopolis mt.reari

Anônimo disse...

Perfeito meu ir:., não há frase mais bem dita de alerta que esta que você teve a coragem de expressar, "Um espetáculo lamentável de hipocrisia..".

Lamento que isso de fato ocorra, embora eu sou prova do contrario, embora fui ajudado por IIr:. de outra potência e de outro Or:..

Parece que santo de casa não faz milagre!!! rs.

S:.F:.U:.

Camila Cristina disse...

mais uma vez venho a publico em defeza da ordem maçonica meu caro irmão e muito mais louvavel se aparecer por serviços prestado a, ordem do que criticar desta maneira eu posso afirmar que voce entendeu os principios da maçonaria voce focou toda a sua curiosidade nos erros cometidos por certos irmãos do seu naipe que ve o cisco no olho do seu irmão mais não ve a trave de seu olho vove não aprendeu a pedoar como quer ser perdoado lave sua roupa suja em sua propria casa peça o seu quit e sai de fininho que falta voce vai fazer para a ordem nenhuma como voce tem uma fila enorme na esperança de um dia ser maçon bai bai profano de avental

Eterno.Aprendiz disse...

À Camila Cristina

Em primeiro lugar, seja eu maçom ou não, não sou seu irmão, pois não tenho uma lógica e comportamentos tão abobalhados.

Em segundo lugar, respeite o português, se quiser ter mais algum comentário publicado aqui. Só erros de ortografia, nas suas mal traçadas linhas, eu contei 17. Não assassine a gramática. Quem não escreve direito, ou pensa torto, ou menospreza o leitor.

Em terceiro lugar, entenda de uma vez por todas, o artigo é uma republicação, não sou eu o autor. O nome dele está citado logo abaixo do título. De toda forma, uma vez que republiquei aqui, é óbvio que pactuo, pelo menos em parte, das opiniões de quem o escreveu.

guran disse...

Boa noite meu amado irmão.
Sou maçom e já vi este seu artigo em outro lugar.
Gostaria de saber qual foi o ano que o irmão redigiu-o.
Euripes.

Eterno.Aprendiz disse...

Olá Respeitável Eurípedes

O artigo acima republicado é de autoria do Irmão André Otávio Assis Muniz. Não seia data de sua publicção original, mas aqui no blog ele foi transcrito em 17/05/06.

Pimentel Julio disse...

Meu Irmão,não sou M.*., contudo os princípios e objetivos Maçônicos, o tanto que já estudei e busquei como águia, um simples convite, são válidos na teoria. O problema, não está na Teoria e sim na prática.A prática requer ser humano e, este, infelizmente, estuda,lê, consegue alcançar graus mais elevados que o Ap.*.M.*., mas muitos não praticam o que estudam e infelizmente há profanos espiritualmente superiores, com senso de fraternidade,caridade,cooperação mútua, etc., os quais nunca seguer praticaram nada do que aprenderam e não praticam. São totalmente posssuídos pelo orgulho, pelo status e por toda natureza de baixos desejos.Não auxiliam a ninguém, nem mesmo a si mesmo.
Encaminhei montes de e-mail, busquei montes de contato com II.*. e onde estavam eles que nem uma simples resposta se davam o trabalho de responder. Onde esta a real oportunidade aos que manifestam desejo em lutar pelas causas maçônicas ?.Usar o termo utopia,concordo plenamente com o I.*. e com seu protesto, pois ser M.*. não é permanecer no silêncio e sim pensar,refletir,aceitar ou recusar.Logo, falou muito bem e se este tipo de organização, fraternidade ou irmandade, como queiram, vai transformar o mundo em algo melhor, sinto muito.
Um sonho, uma idéia sem objetividade prática, ou planejamento sem lugar real de ser empreendido, vários são os conceitos que se sugerem para o termo “Utopia”. O adjetivo utópico leva à ausência de realidade concreta, irrealizável, ou um ambiente onde o ser humano possa construir uma nova realidade distante da verdadeira em que vive.

A utopia existe em lugar nenhum, ou é uma alternativa de realidade, um ponto de vista virtual onde se projeta uma nova realidade ou condição. Todo espaço inatingível ou perenemente perfeito seria utópico para o homem, como se fosse uma felicidade sem lugar.

Porém muitas lutas sociais, econômicas e políticas fizeram crescer o termo utopia em significado e realizar muitas situações antes consideradas utópicas. Como a construção de Brasília, até o século XIX, considerada um sonho pelas impossibilidades do transporte e engenharia da época.

Toda resistência possui um fundo de utopia, que surge a partir de desencanto social em direção ao sonho ou projeto de estado de direito melhor. Todo sentido de possibilidade utópica pode encorajar o aperfeiçoamento do mundo e das coisas tangíveis, no sentido da reconstrução e das renovações da existência do ser humano.
Segundo Ernest Bloch, utopia é “um sonhar para frente”. Segundo Tillich, o pensamento utópico seria a dimensão negativa da ilusão humana; ainda seria um desejo inalcançável, próximo da perfeição.
Fraterno Abraço e caso queira trocar idéias, estou em pimenteljulio@ig.com.br

Anônimo disse...

SFU
AAm.'.IIr.'., SSobr.'., CCunh.'. e demais amigos.

Este texto está de certa forma repleto de animosidade, de arestas que, se tratando de maçonaria, não deveriam existir.
O principal intento da maçonaria é o aperfeiçoamento individual de cada um.
O grande mistério que envolve a Maçonaria, faz com que o profano ao ser admitido, ingresse repleto de falsas expectativas, e o pior, depois de estar dentro, descobre que a riqueza do maçom está em seu coração, que o sal.'. que a maçonaria lhe prometeu não passa de metáfora.
Ao indicar um candidato os MM.'.MM.'., devem ter extrema cautela, visto que seu afil.'. estará sob sua responsabilidade.
Voltando ao texto, eu particularmente jamais vi um M.'.M.'. mandar um A.'.M,', ou C.'.M.'., calarem a boca, nem em L.'. muito menos fora dela, aliás, o que se trata em L.'. é discutível apenas com os que estavam presentes na Sess.'. e com mais ninguém.
O homem que não esta preparado para ser um adepto, jamais será!
Seja na Maçonaria, na R+C, na GD.
"O homem que não é livre e de bons costumes, não pode pertencer a Maçonaria"
"Quando o discípulo está pronto, o Mestre apareçe"!
Reflitam sobre estas frases entre aspas e depois vejam se terão coragem de ter um pensamento, escrever uma frase ou proferir qualquer palavra que não seja para o benefício Universal.
TFA
Am.'.Ir.'. SÓCRATES
O.'. de Por.'. Aleg.'. GOB-RS

"O Cobridor" disse...

Meus Caros IIr.:,

Em concordância com o espírito do texto “Fraternidade Maçônica”, me lembrei de uma frase que já ouvi/li algumas vezes:

Fiquem todos a saber, que em cada porta de Templo Maçônico, bem como de cada Manicômio, deveriam estar afixados os dizeres : "NEM TODOS QUE AQUI ESTÃO O SÃO E NEM TODOS QUE SÃO, AQUI ESTÃO."


3X3 Saudações aos que SÃO.

Anônimo disse...

Caro Ir:.,
Apenas um fato pode descredibilizar o seu texto,voce fez um juramento,e se e maçon de verdade deveria cumprí-lo, se em sua oficina existe este clima, mais parecido com o governo federal, antes de levar para fora da loja este assunto deveria pedir o seu quite e se gosta mesmo da maçonoria, procure ou oficina.
Eu nunca presenciei nada disso em minha loja, nunca.
Um fraternal abraço.

ACAF disse...

O Ir.'. André expressa em seu artigo o sentimento de muitos Maçons espalhados por todo lugar. Infelizmente fatos dessa natureza acontecem em quase todas as Lojas. Eu mesmo sou testemunha de muitos.
Existem, inclusive, piores que esses relatados pelo Irmão. Casos de irregularidade e improbidade administrativas, desreipeito ao Ritual e as Leis Maçônicas são corriqueiros em nossas Oficinas. Até assenhoreamento e uso indevido do Tronco de Beneficência para fins ilícitos vem acontecendo. Pasmem senhores! Isso mesmo. O Tronco de Solidariedade que é algo de mais Sagrado. Não sou juíz, não sou melhor que ninguém, nem santo ou dono da verdade, mas isso é inadmissível. Por esses motivos, e outros, pedi meu Quite Placet em caráter irrevogável. Tenho Fé no G.'.A.'.D.'.U.'. que tudo isso, um dia, seja apenas uma triste lembrança do passado.

Um T.'.F.'.A.'..

ACAF

I▲I E.'. C.'. disse...

Os ventos e o tempo levaram os grandes nomes e feitos da grande Irmandade. Existem pontos esquecidos, mas esqueceram que estes pontos sempre foram a base.
Ser maçom não é estar dentro de um templo e sim ter ele dentro de você. Em um momento de dificuldade fui obrigado a pedir o "Quite" e por um tempo não escutei nada dos que ficaram. Nem mesmo um telefonema. Calculei e conclui, fiz muito para me tornar um, a Irmandade é boa, mas os testes não são mais compativeis com a atualidade, onde os bons não encontram o que querem e os famintos conseguem o que querem.
Um ano após isso outro irmão teve seu Quite e passou pelo mesmo que eu. Deveriamos ser unidos como irmãos de verdade e não apenas nos bons momentos.

O Tempo parou, onde existia evolução existe algo parado que foi criado por grandes homens no passado. Os grandes Nomes do passado com certeza estariam tristes com a atualidade.

Aquele que não respeita a sua família respeita quem?

Rodrigo disse...

Obrigado, esse artigo seu, me ajudou a escrever um artigo sobre a ética na perspectiva de Schopenhauer e fazer a relação entre o mesmo e a maçonaria.

Eterno.Aprendiz disse...

Respeitável I▲I E.'. C.'.

De fato, muitas vezes temos a impressão de que a base, os marcos, os LandMarks foram esquecidos por muitos.

Sua frase “Ser maçom não é estar dentro de um templo e sim ter ele dentro de você” representa uma verdade incontestável, infelizmente desconhecida e ou ignorada pela maioria.

Por fim, console-se. A situação que você viveu ou vive, também infelizmente, parece ser muito mais comum do que supõe nossa vã filosofia.

Marcello Marroquim Borinato disse...

Não tenho muito o que comentar sobre o texto, quem achar que estiver errado, ou sobre se expor, a melhor saída seria se calar ou pedir o email de quem o publicou sem qualquer alarde. Minha opinião... Se temos nossa Constituição, Regimentos da Potência e até os de nossas Lojas... por que não fazer com que sejam cumpridos???? Se ela anda bem ou mal, é nossa culpa, nossa responsabilidade! T.'.F.'.A.'. a Todos

TUDO PARA BELEZA disse...

Q.·.A.·.Ir.·.
É muito difícil digerir este seu comentário, em virtude de fazer parte da instituição há menos de 1 ano.
Faço a seguinte pergunta: Minha empresa esta em processo de falência, o futuro me reserva alguma dificuldade financeira e e de recolocação profissional (emprego, voce acredita que os Iir.·. não terão interesse em ajudar esse ir.·. que vos escreve?
A quem devo procurar ajuda?
TFA
Ir.·. Marcio

Anônimo disse...

O meu fraternal bom dia, Irmãos!
Gostaria que o blog esclarecesse de quem é a autoria do texto...
Se quem o assina acima ou de Valdecir Martins, da Loja Acácia Pantaneira n. 59, de Campo Grande MS - GLEMS, conforme indicado na Revista Consciência, p. 13/4, 2011 - ano 20 - n. 101?
No que tange ao texto, concordo em número gênero e grau, obviamente guardadas as exceções, posto que ainda temos verdadeiros Maçons espalhados mundo afora!!!
TFA

M.'.I.'. José de Arimatéia Alves
Loja Estrela da Alvorada n. 21, de Alvorada do Oeste/RO

Queres Segredos da Maçonaria?

Então leia o que Fernando Pessoa, um dos maiores poetas da história da língua portuguesa, escreveu sobre o Segredo Maçônico.

Pedras Evoluídas

O Sol nasce e ilumina as pedras evoluídas,
Que cresceram com a força de pedreiros suicidas.
Cavaleiros circulam vigiando as pessoas,
Não importa se são ruins, nem importa se são boas.

Chico Science, cantor pernambucano falecido em 1997. (Uma pedra “evoluída”?)